29 de março de 2011

O exemplo da Islândia (2)

Cava... ndo-se mais o fosso!


No blog anónimo do séc.XXI um curto mas interessante texto do bem conhecido Economista Sérgio Ribeiro, toca no cerne das questões que aqui foram referidas na passada Sexta-Feira 25. Destaco estes parágrafos: 
"Os critérios da Standard (a normais) & Poor's (pobres) e mais duas outras - e mais não há - não podem ser os nossos cangalheiros.
Parece que os islandeses já os puseram com (o) dono (deles)! E são pouco mais de 300 mil num território pouco maior que o nosso."
Já agora vai também um comentário feito no post:

Jorge Manuel G disse...


Parece que os islandeses andaram a insultar os "mercados". De ladrões para cima. E mandaram-nos roubar para outro lado.
Acho que lhes deviamos seguir o exemplo.
Alguma coisa deveríamos aprender. A começar por ter eleito um presidente que tivesse... coragem para fazer o que o da Islândia fez. Apesar das ameaças dos "mercados" e da Europa, recusou-se a assinar a lei do pagamento da dívida de um Banco privado e fez um referendo. Depois, o povo votou por 93% para não pagar a dívida. Os tais "mercados" perante a determinação do Presidente e do povo, recuaram e agora propõem-se renegociar a dívida, como já foi dito aqui.