4 de janeiro de 2013

"Socialismo Democrático"


Foi com o "Socialismo Democrático" que o PS abriu as portas ao capitalismo financeiro e ultraliberal que começou a destruir a nossa economia

Mário Soares, com Carlucci, chefe da CIA, e Kissinger, recebeu dinheiro dos Americanos para por em marcha um plano para destruir o 25 de Abril. Esse plano contou com a colaboração de D. António Ribeiro, chefe da Igreja para, como o próprio Mário Soares confessou, dar instruções aos Padres para, nas missas, influenciarem os fieis contra os comunistas reforçando assim os preconceitos criados por Salazar.


Agora, o Deputado do PS, Francisco Assis, num artigo no Jornal Público, diz estar preocupado com o crescimento "das ideias comunistas".

Irá também Assis conspirar activamente com a Igreja para preparar novas cruzadas contra o socialismo verdadeiro e contra os comunistas?

Assis aponta Gianni Vattimo, filósofo e político italiano contemporâneo que proclama a pertinência atual do marxismo-leninismo, defendendo que só o comunismo enquanto ideal forte, nos poderá salvar da tirania imposta pelo capitalismo e da sua ordem social injusta. O ideal comunista, nas palavras de Vattimo referidas por Assis, pode impor-se como "um novo horizonte de esperança em sociedades descrentes e desesperadas".

Assis sabe, que o "Socialismo Democrático" de Socialismo nada tem, é uma farsa enganosa para suavizar o capitalismo que tem arruinado o nosso País, e provocado as crises que aumentam a exploração dos trabalhadores. Foi este "Socialismo" que permitiu Portugal perder a sua independência económica e ficar nas mãos dos grandes capitalistas e dos Bancos através da troika estrangeira com o apoio do PS. 
Foi assim que chegámos ao Governo PS de Sócrates e à situação que vivemos hoje, com um outro, PSD, que nos levará à miséria mais profunda se não derrotarmos esta política de direita seja ela chamada de "socialismo democrático" ou de "social democracia".