6 de maio de 2012

Desemprego a aumentar


A hipocrisia dos partidos da Troika e da sua política de direita


O Economista Eugénio Rosa, publicou mais um estudo sobre o desemprego em Portugal.


Diz Eugénio Rosa "Nos últimos dias, após a divulgação da taxa de desemprego em Portugal pelo Eurostat,  tem-se verificado por parte de membros do governo, e da "troika estrangeira", e mesmo por Cavaco Silva assim como pelos  seus defensores nos órgãos de comunicação social portuguesa, a multiplicação de declarações manifestando a sua surpresa pelo facto do desemprego ter aumentado tanto, como isso não fosse a consequência inevitável e previsível da politica de austeridade violenta que está a ser imposta ao país".


Apresenta o Estudo e mostra que no "Documento de Estratégia Orçamental para 2012-2016 apresentado recentemente na Assembleia da República", está a confirmação desta tendência de aumento do desemprego e por isso "essas declarações só revelam ignorância ou a intenção deliberada de enganar". Eugénio Rosa, acusa o Governo de promover  uma "gigantesca operação de manipulação da opinião pública com o objectivo de tornar mais "aceitável" a politica de destruição da economia e da sociedade em curso".


No Estudo divulgado, verifica-se que apesar do Governo apresentar como números oficiais 842.495 desempregados, número que não incluiu “inactivos disponíveis” e o “subemprego visível” (desempregados que não procuraram emprego ou que fazem pequenos biscates para sobreviver e muitos outros não registados nos centros de emprego) na realidade o desemprego ultrapassa os 1.232.000, atingindo os 21,6 %.