3 de agosto de 2011

Há crises e... crises!

Onde se gasta o dinheiro


As Forças Armadas, em dificuldades orçamentais, têm sido vítimas das opções políticas desastrosas dos governos. 
Foram gastas enormes verbas em negócios duvidosos aprovados pelos partidos da troika.


Conhecemos bem o, não esclarecido, negócio dos submarinos.




Agora este Governo já fala na aquisição de aviões KC390 e de helicópteros NH90, cujo valor final total poderá ultrapassar os seiscentos milhões de euros. Estes negócios, para além do objectivo de servir a NATO nas suas acções criminosas, que interessam aos EUA, beneficiam os negociantes de armamento de guerra. 




Em comunicado, do passado dia um, o PCP considera que nestes negócios "a NATO encaixa muitos milhões de euros" e que as Forças Armadas devem ser reequipadas "à medida das exigências das missões nacionais e no quadro das disponibilidades financeiras do País" e não para servir interesses dos EUA, UE e NATO.