21 de novembro de 2012

É preciso ter lata


Cavaco: Alzheimer, descaramento ou autocrítica?

Cavaco defendeu, na sessão de abertura do 22.º Congresso das Comunicações, que é importante o país “ultrapassar os estigmas que nos afastaram do mar, da agricultura e até da indústria, com vista a produzirmos, em maior gama e quantidade, produtos e serviços que possam ser dirigidos aos mercados externos”. 

Cavaco esqueceu-se do que fez? 

Foi ele, como primeiro ministro durante dez anos, entre 1985 e 1995, que destruiu a Agricultura, que fomentou o abate de vinhas e olivais.
Foi ele que impôs a redução das produções agropecuarias, nomeadamente de leite, promoveu o abate dos barcos de pesca e destruiu a indústria.
Foi ele que vendeu ao estrangeiro a nossa capacidade produtiva, destruiu a nossa rede ferroviária entre muitas outras medidas que colocaram Portugal à mercê dos grupos económicos estrangeiros.  

A culpa é do alemão

Será o alemão (desta vez o Alzheimer) a dominar a sua mente? Ou o descaramento ultrapassa a pouca vergonha?

O "esquecimento" parece ser uma doença nacional que afeta governantes e eleitores (no momento de votar).