21 de março de 2011

A maior democracia do mundo.

O papel da política norte americana ao serviço dos "donos do mundo"


Os EUA e seus aliados (servidores), enquanto invocam a defesa da liberdade, da democracia e motivos humanitários para bombardear a Líbia - os habituais bombardeamentos humanitários como no Afeganistão e Iraque - apoiam os crimes e chacinas praticadas pela ditadura feudal do Iémen e incentivaram a monarquia islamista da Arábia Saudita a invadir o Bahrein para ajudar com tropas o Xeque Khalifa, monarca contestado pela revolta popular. O Xeque Hamad Bin Issa Al Khalifa apoiado pelos EUA mantém uma ditadura e um governo composto pela família real que mantém presos mais de 450 elementos da oposição política, muitos dos quais sofrem abusos sexuais e torturas. Os Norte americanos têm no país a maior base naval do mediterrâneo, a sede da V Esquadra.
Por princípio, não analiso as políticas em função das pessoas mas pelos interesses que defendem e, especialmente, como respondem aos interesses dos trabalhadores e dos povos. Não tenho qualquer simpatia por Khadafi e, muito menos, pela sua política ambígua. Como é visível, tenho ainda menos simpatia pela política dos EUA que colonizam grande parte do mundo, impondo guerras, matando e provocando genocídios, como no Vietname, onde morreram mais de 3 milhões de pessoas, quase 5 milhões foram afectados pelas armas químicas, como o agente laranja que atrofiou e matou milhões de pessoas em especial as crianças. No Iraque a revista médica britânica The Lancet informou que entre a invasão de Março de 2003 e Julho de 2006, em três anos, morreram 655 mil pessoas em consequência da guerra, que o risco de morte entre civis é 58 vezes maior do que antes do início da guerra que causou a queda do regime de Saddam Hussein (1979-2003) e “Até agora, um milhão de iraquianos foram assassinados sem razão, e muitos milhões ficaram aleijados…”. A lista de guerras e genocídio de populações provocados pelos EUA, é muito vasta. Qualquer dia vou procurar fazê-la de forma mais completa e publicá-la neste blog, se entretanto a CIA ainda não dominar totalmente a Internet. 




Mas, dizia eu, a lista de crimes da política dos estados unidos é grande e vou apenas referir por tópicos o que encontrei na história recente. 

1903 - 1904 - Tropas norte americanas atacaram e invadiram o território dominicano para proteger interesses do capital americano durante a revolução.
1906 - 1909 - Tropas dos Estados Unidos invadem Cuba e lutam contra o povo cubano durante período de eleições.
1907 -  Tropas americanas invadem e impõem a criação de um protectorado, sobre o território livre da Nicarágua.
1907 - Fuzileiros Navais americanos desembarcam e ocupam Honduras.
1908 - Fuzileiros Navais dos Estados Unidos invadem o Panamá durante período de eleições.
1910 - Fuzileiros navais norte americanos desembarcam e invadem pela 3ª vez Bluefields e Corinto, na Nicarágua.
1911 -  Tropas americanas invadem as Honduras para proteger interesses americanos durante a guerra civil.
1911 - 1941 - Forças do exército e marinha dos Estados Unidos invadem mais uma vez a China durante período de lutas internas repetidas.
1912 -  Tropas americanas invadem Cuba para proteger interesses americanos em Havana.
1912 - Fuzileiros navais americanos invadem novamente o Panamá e ocupam o país durante eleições presidenciais.
1912 - Tropas norte americanas mais uma vez invadem Honduras para proteger interesses do capital americano.
1912 - 1933 -Tropas dos Estados Unidos invadem e ocupam o país durante 20 anos.
1913 - Fuzileiros da Marinha americana invadem o México com a desculpa de proteger cidadãos americanos durante a revolução, bloqueiam as fronteiras.
1914 - Fuzileiros navais da Marinha dos Estados invadem o solo dominicano e interferem na revolução do povo dominicano em Santo Domingo.
1914 - 1918 - Marinha e exército dos Estados Unidos invadem o território mexicano e interferem na luta contra nacionalistas.
1915 - 1934 -Tropas americanas desembarcam no Haiti, em 28 de Julho, e transformam o país numa colónia americana, permanecendo lá durante 19 anos.
1916 - 1924 - Os EUA invadem e estabelecem um governo militar na República Dominicana, ocupando o país durante oito anos.
1917 - 1933 - Tropas americanas desembarcam em Cuba, e transformam o país num protetorado económico americano, permanecendo essa ocupação por 16 anos.
1918 - 1922 - Marinha e tropas americanas enviadas para combater a revolução Bolchevista na Rússia. O Exército realizou cinco desembarques, sendo derrotado pelos russos em todos eles.
1919 - Fuzileiros norte americanos desembarcam e invadem mais uma vez as Honduras, colocando no poder um governo a seu serviço.
1918 - Tropas dos Estados Unidos invadem a Jugoslávia e intervêm contra os sérvios na Dalmácia.
1920 - Tropas americanas invadem e ocupam a Guatemala durante greve operária do povo.
1922 -  Tropas norte americanas invadem e combatem nacionalistas turcos em Smirna.
1922 - 1927 Marinha e Exército americano mais uma vez invadem a China durante revolta nacionalista.
1924 - 1925 - Tropas dos Estados Unidos desembarcam e invadem Honduras duas vezes durante eleição nacional.
1925 - Tropas americanas invadem o Panamá para debelar greve geral dos trabalhadores.
1927 - 1934 - Mil fuzileiros americanos desembarcam na China durante a guerra civil local e permanecem durante sete anos, ocupando território chinês.
1932 - Navios de Guerra dos Estados Unidos são deslocados durante a revolução das Forças do Movimento de Libertação Nacional de El Salvador comandadas por Marti.
1946 -A marinha americana ameaça invadir a zona costeira da Iugoslávia em resposta aos Soviéticos terem abatido um avião espião dos Estados Unidos.
1947 - 1949 - Invasão de Comandos dos EUA para garantir vitória da extrema direita nas "eleições" do povo grego.
1947 - EUA invadem e derrubam o presidente eleito Rómulo Gallegos, na Venezuela, como castigo por ter aumentado o preço do petróleo exportado e  colocam um ditador no poder.
1948 - 1949 -Fuzileiros americanos invadem o território chinês para evacuar cidadãos americanos antes da vitória comunista.
1950 - Comandos militares dos Estados Unidos esmagam a revolução pela independência de Porto Rico, em Ponce.
1951 - 1953 – Intervenção na Guerra da entre a República Democrática da Coréia (Norte) e República da Coréia (Sul), na qual cerca de 3 milhões de pessoas morreram. 
1954 - Comandos americanos, sob controle da CIA, derrubam o presidente Arbenz, da Guatemala, democraticamente eleito, e impõem uma ditadura militar no país. 
1956 - Tropas americanas se envolvem durante os combates no Canal de Suez sustentados pela Sexta Frota dos EUA. As forças egípcias obrigam a coalizão franco-israelense-britânica, a retirar-se do canal.
1958 - Forças da Marinha americana invadem o Líbano durante a guerra civil.
1958 - Tropas dos Estados Unidos invadem o Panamá para combater manifestantes nacionalistas.
1961 - 1975 - Americanos invadem o Vietnãm e tenta impedir, a formação de um estado comunista.
1962 -  Militares americanos invadem e ocupam o Laos durante guerra civil.
1964 - Militares americanos invadiram mais uma vez o Panamá e mataram 20 estudantes, que queriam trocar, na zona do canal, a bandeira americana pela bandeira do seu país.
1965 - 1966 -  Trinta mil fuzileiros e pára-quedistas norte americanos desembarcaram na capital da República Dominicana, São Domingo para impedir que os  nacionalistas cheguem ao poder. A CIA coloca Joaquín Balaguer na presidência e depõe  o presidente eleito Juan Bosch. 
1966 - 1967 - Boinas Verdes e marines americanos invadem a Guatemala  para combater movimento revolucionário.
1969 - 1975 - Militares americanos depois da Guerra do Vietname invadem e ocupam o Camboja.
1971 - 1975 - EUA dirigem a invasão sul-vietnamita bombardeando o território do Laos.
1980 - Na inauguração do estado islâmico formado pelo Aiatolá Khomeini, os americanos  preparam uma  operação militar surpresa para resgatar, 60 detidos na Embaixada Americana. 
1982 - 1984 - Os Estados Unidos invadiram o Líbano logo após a invasão do país por Israel.
1983 - 1984 - Após um bloqueio económico de quatro anos a CIA coordena esforços que resultam no assassinato do 1º Ministro Maurice Bishop na Ilha de Granada. Estados Unidos invadiram a ilha caribenha de Granada para eliminar a influência de Cuba e da União Soviética sobre a política da ilha.
1983 - 1989 -  Tropas americanas  invadem as Honduras
1986 - Exército americano invade o território boliviano.
1989 - Tropas americanas desembarcam e invadem as ilhas Virgens durante revolta do povo do país contra o governo pró-americano.
1989 - Intervenção americana no Panamá: 27 mil soldados ocuparam a ilha para prender o presidente panamenho, Manuel Noriega, O ex-presidente cumpre prisão perpétua nos Estados Unidos.
1990 -  Tropas americanas invadem a Libéria durante guerra civil.
1990 - 1991 - Estados Unidos com o apoio de seus aliados da Otan, decidem impor um embargo econômico ao Iraque, seguido de uma  "Operação Tempestade no Deserto".  George Bush destacou mais de 500 mil soldados americanos para a Guerra do Golfo.
1992 - 1994 -  Tropas americanas, num total de 25 mil soldados, invadem a Somália, para intervir numa guerra entre as facções do então presidente Ali Mahdi Muhammad e tropas do general rebelde Farah Aidib. Sofrem uma fragorosa derrota militar nas ruas da capital do país.
1993 - É lançado um ataque contra instalações militares iraquianas, em retaliação a um suposto atentado, não concretizado, contra o ex-presidente Bush, em visita ao Kuwait.
1994 - 1999 -Tropas americanas ocuparam o Haiti para devolver o poder ao presidente Jean-Betrand Aristide, derrubado por um golpe.
1996 - 1997 -Fuzileiros Navais americanos  invadem a área dos campos de refugiados Hutus no Zaire onde a revolução congolesa iniciou.
1997 - Tropas dos Estados Unidos invadem a Libéria durante guerra civil.
1997 -  Tropas americanas invadem a Albânia.
2000 - Marines e "assessores especiais" dos EUA iniciam o Plano Colômbia, que inclui o bombardeamento da floresta com um fungo transgênico fusarium axyporum (o "gás verde").
2001 - Os EUA bombardeiam várias cidades afegãs, em resposta ao ataque terrorista ao World Trade Center em 11 de setembro de 2001. Invadem depois o Afeganistão onde estão até hoje.
2003 - Sob a alegação de Saddam Hussein esconder armas de destruição maciça, os EUA iniciam intensos ataques ao Iraque, "Operação Liberdade do Iraque". A guerra começa apenas com apoio da Grã-Bretanha, sem o endosso da ONU e sob protestos de manifestantes e de governos no mundo inteiro. As forças invasoras americanas até hoje estão no território iraquiano, onde deixaram um país arrasado, a violência aumentou mais do que nunca, com mais de um milhão de mortos.



Na América Latina, África e Ásia, os Estados Unidos invadem países, ou para depor governos democraticamente eleitos pelo povo, ou para dar apoio a ditaduras criadas e montadas pelos Estados Unidos, tudo em nome da "democracia". Muitas outras acções de intervenção na política dos países, são desenvolvidas pela CIA e outros serviços secretos americanos, sendo, talvez, o mais repugnante a deposição do Presidente eleito Salvador Allende, e o apoio ao Ditador Pinochet que assassinou muitos milhares de chilenos e encarcerou outros tantos como presos políticos. A substituição de Allende foi um golpe militar com participação dos EUA.
Mas não acaba aqui a intervenção da “maior democracia do mundo”. O regime capitalista em que se apoia (e que serve), explora muitos países do terceiro mundo e até países de economia mais evoluída. Explora milhões de pessoas que vivem nas mais miseráveis condições, de fome de doença e de difícil sobrevivência. Países em que os recursos são explorados por empresas americanas e sempre que se querem libertar são invadidos e dominados por fantoches colocados pelos EUA. Note-se ainda que, esta política capitalista, ao criar as desigualdades mais injustas, atinge, também, o povo americano que tem vindo a aumentar a sua revolta.