8 de agosto de 2015

Cenoura murcha

A história do burro e da cenoura revisitada

O comunicado do Sindicato dos Médicos, com o título acima começa assim:
"Não é difícil ver quem se pretende que seja o burro nesta história"

"Os médicos de família já estão no limite da sua capacidade de oferecerem cuidados de qualidade aos seus doentes.


Segundo informações nos jornais, Paulo Macedo quer dar mais dinheiro aos médicos, cerca de 350 euros líquidos, para que aceitem alargar as suas listas de utentes. Isso significa que os médicos de família que estão já sobrecarregados venham a ter entre mais de 2300 a 2800 doentes para atender. Significa ainda que as consultas que se exigem aos médicos não ultrapassem os 15 minutos sejam reduzidas para cerca de metade do tempo. As noticias dizem que o Governo vai avançar com esta medida à revelia dos sindicatos que alertam que os médicos, "a serem iludidos por esta cenoura murcha e desbotada", vão prejudicar qualidade dos cuidados de saúde aos doentes.
As exigências da limitação dos tempos de consulta são uma indignidade quer para utentes que têm direitos, quer para os médicos que devem defender a ética inerente à sua profissão.


Imagem retirada de WEHAVEKAOSINTHEGARDEN