27 de novembro de 2012

Corrupção é crime, mas...

Em Portugal os deputados da política de direita dificultam a criminalização da corrupção


Os deputados da direita, com PS incluido, têm dificultado a criminalização do enriquecimento ilícito e da corrupção.

Baltazar Garzón, juiz espanhol, conhecido por ter expedido mandado de prisão contra o ex-presidente chileno Augusto Pinochet, disse: "a corrupção e a impunidade são questões diretamente relacionadas, que se retroalimentam e viabilizam a execução de crimes contra a humanidade".


Garzón defendeu que a corrupção seja tratada como crime internacional.
A obtenção de fundos viabilizados pela corrupção financiam crimes contra a humanidade, crimes de guerra e genocídio - os três crimes tipificados pelo Estatuto de Roma, que criou o Tribunal Penal Internacional.

Garzón defendeu a ampla participação da sociedade civil organizada e da imprensa internacional no combate à corrupção.