20 de dezembro de 2011

Tudo previsto!

Facilitar os despedimentos para combater o desemprego

Os competentíssimos tecnocratas do nosso governo tem todas as instruções dos seus ultra competentes chefes da troika para a aplicação dos planos para o desenvolvimento da nossa economia e redução do desemprego. 
 
Plano A
 
Eles sabem bem que o combate ao desemprego, é a medida mais importante para a recuperação da nossa economia. Por isso, e como prenda de Natal, anunciaram já uma estratégia inovadora: 1ª Etapa - Aumentar o horário de trabalho. 2ª Etapa - Reduzir salários e os subsídios de férias e de Natal. 3ª Etapa - Reduzir os feriados e as férias. 4ª Etapa - Aumentar os preços dos produtos através do aumento do IVA. e agora a genial 5ª Etapa - Facilitar os despedimentos. 

Com tal estratégia, tão bem imaginada, é impossível que os empresários não comecem de imediato a colocar anúncios para admissão de mais pessoal. Isto porque a produção irá aumentar imenso dada a redução do poder de compra e o aumento dos preços dos produtos, conjugadamente. 
Quem, senão um génio, para conceber tão inteligente plano?
Mas, a minha admiração é ainda maior porque, tais génios, - apesar de garantida uma probabilidade de 97, 85% de sucesso - a pensar na hipótese, muito remota, de tal plano falhar, (02.15%) conceberam um Plano B, que revela a grande responsabilidade que assumem para com os portugueses que lhes pagam, e bem, os ordenados tão merecidos.
 
Plano B
 
O Plano B, já preparado, para o caso de causas externas, não permitirem a solução do desemprego em Portugal, apesar de muito improvável, é o seguinte: