23 de março de 2011

Chumbado o PEC do Governo!

Confirmada a necessidade de uma nova política, Uma política patriótica e de esquerda.

Do debate na assembleia da república há minutos, muitas conclusões podem, e irão, ser retiradas. Contudo, há um trecho da intervenção do PCP que creio apontar uma questão essencial: "Para o PCP, Portugal não está condenado ao atraso, nem à perda de soberania. Portugal não é um país pobre. Aproveite-se as potencialidades nacionais com a promoção do aparelho produtivo e da produção nacional, factor essencial para criar mais emprego, o reforço do investimento público e alargamento dos serviços, o fim das privatizações e a recuperação pelo Estado do controlo estratégico da economia, a reforma do sistema fiscal, uma outra repartição da riqueza que valorize os salários e as pensões, a recuperação da soberania económica, orçamental e monetária!.
Mesmo em relação à nossa dívida é produzindo mais que deveremos menos!.
Que é que é preciso ver mais para concluir que esta política de direita está esgotada, que a dança de alternância já cansa!" 


Aguardamos agora a declaração do Primeiro Ministro e Presidente da República.