6 de abril de 2013

Uma inovação revolucionária


Governo e a direita, que não cumprem a lei, culpam o Tribunal

O ladrão que rouba, o criminoso que não cumpre a lei, culpa o tribunal pelas penas que lhe foram aplicadas. A justiça da direita é roubar o explorado para dar ao explorador.

Dizia o religioso e filósofo francês Henri Lacordaire no séc. XIX
"Entre o forte e o fraco, entre o rico e o pobre, entre o patrão e o operário, é a liberdade que oprime e, a lei que liberta"

O Governo ao serviço da direita que explora, considera que a melhor forma de obter dinheiro não é ir buscá-lo a quem rouba mas, tirá-lo a quem trabalha.
A justiça da direita: Criminosos em liberdade e Juizes na prisão
O Governo está mais preocupado com os 1.300 milhões de euros que não pode roubar aos trabalhadores e pensionistas, do que com o que esbanjou no BPN e que atinge cerca de 9.000 milhões. Para os bancos, para as PPP já foram 10 vezes mais do que o os 1.300 milhões de euros. Para os Bancos estão retidos mais de 7.000 milhões, pagos por todos nós.

A Mafia em acção

Os Governos têm desrespeitado a Constituição, têm impedido a penalização da corrupção das fraudes. Os Governos têm alimentado fortunas e reformas milionárias, têm fechado os olhos às fugas de capitais e aos impostos para os paraísos fiscais e para os Offshores que prejudicam o país em dezenas de milhares de milhões de euros.

Se a tudo isto juntarmos a destruição da nossa economia e o desemprego de mais de um milhão de trabalhadores podemos ver a dimensão dos crimes económicos da direita em Portugal. 

Nada disto tem sido falado. Isto não dizem os jornalistas e comentadores que agora criam uma imagem de culpa ao Tribunal e à Constituição da República, para desculpar os criminosos.