19 de novembro de 2012

Obama refina cinismo


Obama incentiva o extermínio do povo Palestiniano por Israel.

Os EUA são o país que mais conflitos e guerras provocam em especial depois da queda da URSS.
A pretexto do combate ao terrorismo, armam e financiam grupos terroristas. 
Recentemente bombardearam e arrasaram o Afeganistão e o Iraque. 
Obama bombardeou e destruiu a Líbia, continuou a destruir o Afeganistão e daí bombardeia o Paquistão com aviões telecomandados, matando civis, mulheres e crianças. 
Financia e fornece armas para fomentar a guerra civil na Síria cujo objectivo é o assalto ao Irão. 

Obama, o prémio Nobel da Paz, para defender Israel que segue a mesma política, diz: "Não há nenhum país no mundo que toleraria mísseis jogados contra seus cidadãos do lado de fora de suas fronteiras". 
É o cinismo absoluto de quem bombardeou com os muitos milhares de mísseis vários países do médio oriente.

Israel, com o apoio dos EUA, há anos que conduz uma guerra de ocupação da Palestina e de extermínio do seu povo. 

Os EUA são o país que maior número de vítimas causou em todo o mundo nas guerras que provoca.
Exemplos de conflitos provocados pelo imperialismo americano:

1846 - 1848 - MÉXICO - Invasão do México e anexação, pelos EUA, da República do Texas

1890 - ARGENTINA - Tropas americanas desembarcam em Buenos Aires para impor interesses econômicos americanos.

1891 - CHILE - Fuzileiros Navais esmagam forças rebeldes nacionalistas.

1891 - HAITI - Tropas americanas esmagam revolta de operários e negros na ilha de Navassa, anexada pelos EUA.

1893 - HAWAI - Marinha suprime o reinado independente e anexa o Hawaí aos EUA.

1894 - NICARÁGUA - Tropas ocupam Bluefields, cidade do mar do Caribe.

1894 - 1895 - CHINA - Marinha, Exército e Fuzileiros invadem o país durante a guerra sino-japonesa.

1894 - 1896 - CORÉIA - Tropas ocupam Seul durante a guerra da Coreia.

1895 - PANAMÁ - Tropas desembarcam no porto de Corinto e invadem a província Colombiana.

1898 - 1900 - CHINA - Tropas dos Estados Unidos ocupam a China durante a Rebelião Boxer.

1898 - 1910 - FILIPINAS - EUA esmagam as lutas pela independência do país, dominado pelos EUA. (Massacres realizados por tropas americanas em Balangica, Samar, Filipinas - 27/09/1901 e Bud Bagsak, Sulu, Filipinas 11/15/1913) matam mais de 600.000 filipinos.

1898 - 1902 - CUBA - Tropas americanas sitiaram Cuba durante a guerra hispano-americana.

Desde 1898 até hoje - PORTO RICO está ocupado.

1898 - ILHA DE GUAM - Marinha americana desembarca na ilha e a mantêm como base naval até hoje.

1898 - ESPANHA - Guerra Hispano-Americana - Desencadeada pela misteriosa explosão do encouraçado Maine, em 15 de fevereiro, na Baía de Havana. Esta guerra marca o surgimento dos EUA como potência capitalista e militar mundial.

1898 - NICARÁGUA - Fuzileiros Navais invadem o porto de San Juan del Sur e ocupam parte do país.

1899 - ILHA DE SAMOA - Tropas EUA invadem a Ilha e impõem a sucessão do trono de Samoa.

1899 - NICARÁGUA - Tropas desembarcam no porto de Bluefields e invadem a Nicarágua pela 2ª vez.

1901 - 1914 - PANAMÁ - Marinha intervém na revolução quando o Panamá reclamou independência da Colômbia; tropas americanas ocupam o canal em 1901, quando teve início sua construção.

1903 - HONDURAS - Fuzileiros Navais americanos desembarcam em Honduras e intervêm na revolução do povo hondurenho.

1903 - 1904 - REPÚBLICA DOMINICANA - Tropas norte americanas atacaram e invadiram o território dominicano para proteger interesses do capital americano durante a revolução.

1904 - 1905 - CORÉIA - Fuzileiros Navais dos Estados Unidos invadem o território coreano durante a guerra russo-japonesa.

1906 - 1909 - CUBA -Tropas dos Estados Unidos invadem Cuba e lutam contra o povo cubano durante período de eleições.

1907 - NICARÁGUA - Tropas americanas invadem e impõem a criação de um protetorado, sobre o território livre da Nicarágua.

1907 - HONDURAS - Fuzileiros Navais americanos desembarcam e ocupam Honduras durante a guerra com a Nicarágua.

1908 - PANAMÁ - Fuzileiros Navais dos Estados Unidos invadem o Panamá durante período de eleições.

1910 - NICARÁGUA - Fuzileiros navais norte americanos desembarcam e invadem pela 3ª vez Bluefields e Corinto, na Nicarágua.

1911 - HONDURAS - Tropas americanas enviadas para proteger interesses americanos durante a guerra civil, invadem Honduras.

1911 - 1941 - CHINA - Forças do exército e marinha dos Estados Unidos invadem mais uma vez a China durante período de lutas internas repetidas.

1912 - CUBA - Tropas americanas invadem Cuba com a desculpa de proteger interesses americanos em Havana.

1912 - PANAMÁ - Fuzileiros navais americanos invadem novamente o Panamá e ocupam o país durante eleições presidenciais.

1912 - HONDURAS - Tropas norte americanas mais uma vez invadem Honduras para proteger interesses do capital americano.

1912 - 1933 - NICARÁGUA - Tropas dos Estados Unidos com a desculpa de combaterem guerrilheiros invadem e ocupam o país durante 20 anos.

1913 - MÉXICO - Fuzileiros da Marinha americana invadem o México com a desculpa de evacuar cidadãos americanos durante a revolução.

1913 - MÉXICO - Durante a Revolução mexicana, os Estados Unidos bloqueiam as fronteiras mexicanas em apoio aos revolucionários.

1914 - 1918 - PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL - Os EUA entram no conflito em 6 de abril de 1917 declarando guerra à Alemanha.

1914 - REPÚBLICA DOMINICANA - Fuzileiros navais da Marinha dos Estados invadem o solo dominicano e interferem na revolução do povo dominicano em Santo Domingo.

1914 - 1918 - MÉXICO - Marinha e exército dos Estados Unidos invadem o território mexicano e interferem na luta contra nacionalistas.

1915 - 1934 - HAITI- Tropas americanas desembarcam no Haiti, em 28 de julho, e transformam o país numa colônia americana, permanecendo lá durante 19 anos.

1916 - 1924 - REPÚBLICA DOMINICANA - Os EUA invadem e estabelecem um governo militar na República Dominicana, em 29 de novembro, ocupando o país durante oito anos.

1917 - 1933 - CUBA - Tropas americanas desembarcam em Cuba, e transformam o país num protetorado econômico americano, permanecendo essa ocupação por 16 anos.

1918 - 1922 - RÚSSIA - Marinha e tropas americanas enviadas para combater a revolução socialista. O Exército realizou cinco desembarques, sendo derrotado pelos russos em todos eles.

1919 - HONDURAS - Fuzileiros norte americanos desembarcam e invadem mais uma vez o país durante eleições, colocando no poder um governo a seu serviço.

1918 - IUGOSLÁVIA - Tropas dos Estados Unidos invadem a Iugoslávia e intervêm ao lado da Itália contra os sérvios na Dalmácia.

1920 - GUATEMALA - Tropas americanas invadem e ocupam o país durante greve operária do povo da Guatemala.

1922 - TURQUIA - Tropas norte americanas invadem e combatem nacionalistas turcos em Smirna.

1922 - 1927 - CHINA - Marinha e Exército americano mais uma vez invadem a China durante revolta nacionalista.

1924 - 1925 - HONDURAS - Tropas dos Estados Unidos desembarcam e invadem Honduras duas vezes durante eleição nacional.

1925 - PANAMÁ - Tropas americanas invadem o Panamá para reprimir os trabalhadores em greve geral. 


1927 - 1934 - CHINA - Mil fuzileiros americanos desembarcam na China durante a guerra civil local e permanecem durante sete anos, ocupando o território chinês.

1932 - EL SALVADOR - Navios de Guerra dos Estados Unidos são deslocados para reprimir a revolução das Forças do Movimento de Libertação Nacional - FMLN - comandadas por Marti.

1939 - 1945 - SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - Os EUA declaram guerra ao Japão em 8 de dezembro de 1941 e depois a Alemanha e Itália, invadindo o Norte da África, a Ásia e a Europa, culminando com o lançamento das bombas atômicas sobre as cidades desmilitarizadas de Iroshima e Nagasaki.

1946 - IRÃO - Marinha americana ameaça usar misseis nucleares contra tropas soviéticas caso as mesmas não abandonem a fronteira norte do Irão.

1946 - JUGOSLÁVIA - A marinha americana ameaça invadir a zona costeira da Jugoslávia em resposta a um avião espião dos Estados Unidos abatido pelos soviéticos.

1947 - 1949 - GRÉCIA - Operação de invasão de Comandos dos EUA garantem vitória da extrema direita nas "eleições" do povo grego.

1947 - VENEZUELA - Em um acordo feito com militares locais, os EUA invadem e derrubam o presidente eleito Rómulo Gallegos, colocando um ditador no poder.

1948 - 1949 - CHINA - Fuzileiros americanos invadem pela ultima vez o território chinês antes da vitória comunista.

1950 - PORTO RICO - Comandos militares dos Estados Unidos ajudam a esmagar a revolução pela independência de Porto Rico, em Ponce.

1951 - 1953 - CORÉIA - Os EUA intervêm no conflito entre a República Democrática da Coréia (Norte) e República da Coréia (Sul), na qual cerca de 3 milhões de pessoas morreram. Os Estados Unidos são um dos principais protagonistas da invasão, ao lado dos sul-coreanos. A guerra termina em julho de 1953 sem vencedores e com dois estados polarizados: comunistas ao norte e um governo pró-americano no sul.

1954 - GUATEMALA - Comandos americanos, sob controle da CIA, derrubam o presidente Arbenz, democraticamente eleito, e impõem uma ditadura militar no país.

1956 - EGITO - O presidente Nasser nacionaliza o canal de Suez. Tropas americanas invadem o Canal de Suez sustentados pela Sexta Esquadra dos EUA. 

1958 - LÍBANO - Forças da Marinha americana invadem apóiam o exército de ocupação do Líbano durante sua guerra civil.

1958 - PANAMÁ - Tropas dos Estados Unidos invadem e combatem manifestantes nacionalistas panamenhos.

1961 - 1975 - VIETNÃ. Aliados ao sul-vietnamitas, o governo americano invade o Vietnã e tenta impedir, sem sucesso, a formação de um estado comunista, unindo o sul e o norte do país. Em agosto de 1964, o congresso americano autoriza o presidente a lançar os EUA numa guerra total de que saíram derrotados em 1973.

1962 - LAOS - Militares americanos invadem e ocupam o Laos durante guerra civil.

1964 - PANAMÁ - Militares americanos invadiram mais uma vez o Panamá e mataram 20 estudantes, ao reprimirem a manifestação em que os jovens queriam trocar, na zona do canal, a bandeira americana pela bandeira e seu país.

1965 - 1966 - REPÚBLICA DOMINICANA - Trinta mil fuzileiros e pára-quedistas norte americanos desembarcaram na capital do país São Domingo para impedir a nacionalistas panamenhos de chegarem ao poder. A CIA conduz Joaquín Balaguer à presidência, consumando um golpe de estado que depôs o presidente eleito Juan Bosch. O país já fora ocupado pelos americanos de 1916 a 1924.

1966 - 1967 - GUATEMALA - Boinas Verdes e marines americanos invadem o país para combater movimento revolucionário contrario aos interesses econômicos do capital americano.

1969 – SOMÁLIA - EUA intervém no golpe de estado somalí para evitar a formação de um governo socialista.

1969 - 1975 - CAMBOJA - Militares americanos enviados depois que a Guerra do Vietnã invadem e ocupam o Camboja.

1971 - 1975 - LAOS - EUA dirigem a invasão sul-vietnamita bombardeando o território do vizinho Laos, justificando que o país apoiava o povo vietnamita em sua luta contra a invasão americana.

1973 - CHILE - A CIA e forças armadas dos EUA, intervieram 
em 11 de setembro de 1973, no derrube do presidente constitucional do Chile (eleito em Outubro 1970), e colocaram no governo do país o ditador general Augusto Pinochet. Durante esse golpe de estado e no bombardeamento do Palácio Presidencial morreram centenas de democratas ao lado de Salvador Allende e milhares de pessoas foram eliminadas pelos militares de Pinochet e agentes da CIA. 

1975 - CAMBOJA - 28 marines americanos são mortos na tentativa de resgatar a tripulação do petroleiro estadunidense Mayaquez.

1980 - IRÃO - O governo americano preparou uma operação militar surpresa para executar o resgate, de reféns feitos por estudantes da Revolução Islâmica.

1982 - 1984 - LÍBANO - Os Estados Unidos invadiram o Líbano e se envolveram nos conflitos após a invasão do país por Israel

1983 - 1984 - ILHA DE GRANADA - Após um bloqueio econômico de quatro anos a CIA coordena esforços que resultam no assassinato do 1º Ministro Maurice Bishop. Os Estados Unidos invadiram a ilha para eliminar a influência de Cuba e da União Soviética na política da ilha.

1983 - 1989 - HONDURAS - Tropas americanas enviadas para construir bases em regiões próximas à fronteira, invadem o Honduras

1986 - BOLÍVIA - Exército americano invade o território boliviano.

1989 - ILHAS VIRGENS - Tropas americanas desembarcam e invadem as ilhas durante revolta do povo do país contra o governo pró-americano.

1989 - PANAMÁ - Esta intervenção americana no Panamá envolveu 27 mil soldados que ocuparam a ilha para prender o presidente panamenho, Manuel Noriega. O ex-presidente cumpre prisão perpétua nos Estados Unidos.

1990 - LIBÉRIA - Tropas americanas invadem a Libéria durante guerra civil.

1990 - 1991 - IRAQUE - Os Estados Unidos com o apoio de seus aliados da Otan, decidem impor um embargo econômico ao país. George Bush destacou mais de 500 mil soldados americanos para a Guerra do Golfo.

1992 - 1994 - SOMÁLIA - Tropas americanas, num total de 25 mil soldados, invadem a Somália. Forças militares norte-americanas (comando Delta e Rangers) chegam a Somália para intervir numa guerra entre as facções do então presidente Ali Mahdi Muhammad e tropas do general rebelde Farah Aidib. Sofrem uma fragorosa derrota militar nas ruas da capital do país.

1993 - IRAQUE - No início do governo Clinton, é lançado um ataque contra instalações militares iraquianas, em retaliação a um suposto atentado, não concretizado, contra o ex-presidente Bush, em visita ao Kuwait.

1994 - 1999 - HAITI - Enviadas pelo presidente Bill Clinton, tropas americanas ocuparam o Haiti.

1996 - 1997 - ZAIRE (EX REPÚBLICA DO CONGO) -Fuzileiros Navais americanos são enviados para invadir a área dos campos de refugiados Hutus.

1997 - LIBÉRIA - Tropas dos Estados Unidos invadem a Libéria. 

1997 - ALBÂNIA - Tropas americanas invadem a Albânia.

2000 - COLÔMBIA - Marines e "assessores especiais" dos EUA iniciam o Plano Colômbia, que inclui o bombardeamento da floresta com um fungo transgênico fusarium axyporum (o "gás verde"). 

Até ao Sec. XXI muitas mais intervenções agressivas poderiam ser citadas.
Contudo a partir da queda da URSS, também ela provocada pela permanente intervenção dos EUA nos boicotes económicos, no financiamento de grupos dissidentes, e na guerrilha interna, a ação imperialista dos EUA intensificou-se como já se esperava. à Guerra Fria sucedeu a "Guerra Quente" que os EUA já sem o travão da URSS, passaram a fazer a todos os povos que não acatassem as suas imposições.

2001 - AFEGANISTÃO - Os EUA bombardeiam várias cidades afegãs, em resposta ao ataque terrorista ao World Trade Center em 11 de setembro de 2001. 
Invadem depois o Afeganistão onde estão até hoje. 

2003 - IRAQUE - Sob a alegação de Saddam Hussein esconder armas de destruição massiva, os EUA iniciam intensos ataques ao Iraque. As forças invasoras americanas até hoje estão no território iraquiano, onde a violência aumentou mais do que nunca. 

2005 – Criação de um Comando Regional em África, que segundo Bush “…os EUA como única super potência mundial deve como uma necessidade de afirmação, dedicar mais atenção ao continente africano, criando o AFRICOM, para afirmar essa intenção no mundo 2007", dando corpo à “nova” estratégia americana para África.

2010 - A NATO define uma nova estratégia de intervenção no planeta, alargando as suas atribuições.

SÉC.XXI - 2010, 2011, 2012 - IRAQUE, LÍBIA, PAQUISTÃO, CORNO DE AFRICA, AFEGANISTÃO, SÍRIA, CAMBODJA, LAOS, CUBA, GRANADA, NICARÁGUA, VENEZUELA, e El SALVADOR, HONDURAS e PANAMÁ, TIMOR, SERVIA, BÓSNIA, SOMÁLIA e IÉMENE, etc, etc, etc, fazem dos Estados Unidos da América o país que mais contribui para a guerra no mundo e para a opressão dos povos que lutam contra a dominação capitalista/imperialista. Esta intervenção tem sido particularmente agressiva depois da queda da URSS. Milhões de pessoas inocentes, civis, mulheres e crianças têm sido vítimas desta ação agressiva. Paralelamente, a fome, a miséria, a doença, o aumento da exploração, a destruição de países, o retrocesso civilizacional destes últimos anos são os efeitos mais visíveis desta ação de terrorismo de Estado dos EUA.
Nunca na história da humanidade um só país provocou tanto sofrimento.