2 de março de 2012

Governo inviabiliza utilização de Fundos Comunitários


FICARAM POR UTILIZAR 6120 MILHÕES DE FUNDOS DO QREN. 


No seu último estudo o Economista Eugénio Rosa revela:
"Um dos problemas mais graves que Portugal enfrenta neste momento é aredução muito significativa do investimento público e privado. Segundo o Banco de Portugal, a quebra do investimento, em 2011, atingiu -11,2%, e a já prevista para 2012 é de -12,8%, o que somado dá uma redução superior a -25% em apenas 2 anos. E sem investimento é impossível criar emprego e aumentar e modernizar a capacidade produtiva instalada no país e, consequentemente, o chamado produto potencial, contrariamente ao que escreveu o ministro das Finanças no artigo que publicou na revista “Visão”. (ver Boletim Informativo nº 14 - Comissão Técnica de Coordenação do QREN).


Governo cria obstáculos à aplicação dos fundos pelas empresas 


O estudo de Eugénio Rosa, continua com uma analise mais detalhada da falta de apoios ao investimento das empresas nacionais e termina, mostrando que o Governo está indiferente à paralização das empresas e não cria condições para a utilização dos fundos comunitários. "As empresas, com o agravamento da recessão económica, enfrentam cada vez maiores dificuldades em vender o que produzem, seja para o estrangeiro, seja para o mercado interno. A juntar a tudo isto há ainda os obstáculos e atrasos provocados pelo próprio governo. É isso o que está a suceder neste momento com o governo PSD/CDS. Projectos que tinham sido aprovados, e que deviam arrancar logo no inicio de 2012, foram suspensos".  
  
O estudo completo pode ser visto em:  http://www.eugeniorosa.com/