15 de setembro de 2011

Educação: Mais um exemplo

Portugal foi único Estado membro da OCDE a reduzir a despesa estatal com a educação, entre 2000 e 2008. Segundo o relatório Education at a Glance 2011, os gastos do país estão abaixo da média. 

Mais um exemplo da política de desastre dos governos da direita em Portugal

É há muitos anos conhecida a inter-relação entre os níveis de educação e o desenvolvimento de um país. É também consensual que o investimento em educação é decisivo para permitir alcançar um maior nível de desenvolvimento em todos os domínios, económico, cultural e social dos países. 
Altos índices de educação são essenciais para se alcançarem altos níveis de crescimento económico. Pois, apesar disso, os recursos de Portugal esvaem-se nos apoios a bancos e banqueiros, na participação nas guerras da NATO, na submissão aos interesses do grande capital financeiro, que aumentam a nossa dependência, nos offshores, enquanto a educação é desprezada. 
Encerram-se escolas, despedem-se professores, desaproveitam-se os nossos potenciais e recursos. 
Sem educação, o nosso futuro estará ainda mais hipotecado.