31 de março de 2011

Sejamos justos

Quererá Obama ultrapassar Bush? Mais um pequeno esforço e consegue.

Os EUA intensificam as intervenções e bombardeamentos na Líbia agora com os seus serviços da NATO.
Obama declara no Congresso que esta intervenção se justifica para defender os interesses dos EUA.
O jornal New York Times noticiou que a CIA, e os serviço Ingleses (SAS) já tinha inserido na Líbia operacionais, há mais de uma semana, para ajudar os rebeldes contra as tropas governamentais.
Obama declara que tem intenção de fornecer armas aos rebeldes. 

O principal representante do Vaticano na capital líbia afirmou, citando testemunhas, que pelo menos 40 civis terão morrido nos ataques da coligação. Ao todo já foram mortas milhares de pessoas e outras tantas ficaram feridas, desde que começou a insurreição contra o coronel Kadhafi há cerca de seis semanas.

Obama está assim a concorrer para um novo Prémio Nobel da Paz e a aproximar-se rapidamente dos feitos históricos de Bush.

É, portanto, injusto que Bush não tenha sido galardoado também com o Nobel da Paz. Creio que é uma injustiça que tem que ser reparada.