11 de fevereiro de 2012

Vídeo La doctrina del shock


A crise e a doutrina de choque


Baseado no livro de Naomi "doutrina de choque" Klein, conta como os chamados "Chicago boys", de Milton Friedman, usaram a descoberta da psicologia do electrochoque para apagar memórias e dominar as pessoas. Tal descoberta permitiria criar as condições para reescrever a história, eliminar a experiência passada e redefinir uma cultura e ideologia à medida dos interesses do poder económico. 
O desenvolvimento sócio-económico dos países em desenvolvimento, mostrou alternativas ao capitalismo imperialista. Era preciso apagar das mentes, tais experiências. O efeito de choque económico (crise, impostos mais altos, eliminação de direitos, de subsídios e políticas sociais, aumento dos preços, o desemprego e a ameaça de fome, etc.), poderia proporcionar efeitos idênticos aos do electrochoque e permitir a "domesticação" das pessoas e torná-las capazes de aceitar as injustiças. 
O objectivo foi melhor saquear os recursos naturais, enriquecer as multinacionais e o capital financeiro, à medida que empobrecia a população. Crises foram artificialmente criadas, umas para ensaiar a teoria, outras para permitir ao poder dominante impor medidas de submissão das populações.


Ver vídeo em http://c-de.blogspot.com/p/imagens.html