1 de novembro de 2011

Palestina membro de pleno direito da UNESCO

Publicidade enganosa


Diz-se que quando há crise de credibilidade, de imagem, ou para vender um produto que não presta, é preciso investir na publicidade.
Foi o que Obama fez no dia da morte de Kadafi, num discurso de vitória em que afirmou que a morte de Kadafi foi um sinal do reforço da liderança do EUA em todo o mundo.


Pois eu diria que há muitos outros sinais, esses sim, bem reais, da perda de credibilidade de Obama e dos EUA.


Registemos dois bem recentes. Há dias foi a votação quase unânime de 186 paises contra o bloqueio que os EUA fazem a Cuba há 50 anos. Ontem foi a votação na Unesco, admitindo a Palestina como membro de pleno direito.