5 de setembro de 2011

A Festa do Avante 2011


Terminou a Festa, continua a luta

É com muita pena, mas com alegria, que centenas de milhar de pessoas, se despediram da Festa do Avante. Festa que, como disse Jerónimo de Sousa, é "Festa de paz, de amizade entre os povos, de solidariedade e fraternidade, contra a exploração, neste chão nosso do qual brota todos os anos uma explosão de criatividade, convicções e alegria, corporizada por esta imensa participação a que a juventude dá uma marca impressiva, juventude que dando cor à vida dá cor à nossa Festa do «Avante!»".

Terminou, por agora, a Festa mas continua a luta, a luta que não pára, luta de classes em defesa dos que trabalham, dos que produzem, dos que são permanentemente explorados, luta pela justiça social e para a transformação desta sociedade injusta e em degradação. 

No comício de encerramento, o Secretário Geral do PCP, fez uma importante análise da situação política e social que nos oprime a todos. A comunicação "social" procura esconder esta análise, procura desviar as atenções dos portugueses para o que é fundamental. Quem é consciente e quer conhecer a realidade mostrada pelos comunistas, para compreender as razões da sua luta, luta que é de todos, não pode deixar de meditar, de reflectir no que foi dito por Jerónimo de Sousa.

Deixo aqui uma breve citação: "Neste ano do 90º Aniversário do Partido Comunista Português dirijo-me particularmente aos jovens, às novas gerações. Vós que aqui estais aos milhares e milhares neste extraordinário comício, que sois atingidos nos vossos direitos e interesses pela política de direita ao serviço da exploração capitalista, tendes nas vossas mãos, na força das vossas ideias, da vossa luta, a possibilidade de contribuir para combater e derrotar a política de desastre nacional e abrir os caminhos do futuro".

Ver aqui a intervenção feita. http://www.pcp.pt/com%C3%ADcio-da-festa-do-%E2%80%9Cavante%E2%80%9D-0