16 de agosto de 2011

Da Líbia para a Síria

Nova guerra organizada e financiada pela CIA


Várias informações provenientes da Rússia, indiciam que a Nato se prepara para uma nova agressão terrorista a um país independente. Desta vez a Síria.


Repete-se o método clássico utilizado pela CIA. Organizam-se grupos de "dissidentes" com financiamento e fornecimento de armas.
O diário The Washington Post, informou que EEUU financiou grupos de opositores e uma televisão crítica do regime sírio, o canal por satélite Barada TV, com sede em Londres. Segundo The Washington Post, as emissões começaram em Abril de 2009. Os dissidentes organizados e financiados pela CIA, criam os factos e a televisão cobre os protestos contra o presidente sírio, Bashar al Assad. 

Na Síria, tal como na Líbia, o objectivo chave é o petróleo e o derrube dos que não se subordinam à estratégia geopolítica do eixo EUA, UE-Israel, em Africa e no médio Oriente.

Prevê-se que a intervenção na Síria custe 15 mil milhões de dólares. O plano da Nato/CIA prevê que, ainda que a Russia e China se oponham e não permitam que o Conselho de Segurança das Nacões Unidas, legalizem a agressão militar, a Nato avançará na mesma. 

Fonte: http://almanar.com.lb/french/adetails.php?eid=26966&cid=18&fromval=1&frid=18&seccatid=37&s1=1