21 de março de 2013

EUA continuam a financiar planos golpistas contra Cuba


Os Estados Unidos destinaram 205 milhões de dólares, para propaganda dedicada a promover um golpe de Estado em Cuba.

Durante o mandato de Obama, a USAID e o Departamento de Estado Americano patrocinaram programas contra Cuba em valores que ultrapassam os 205 milhões de dólares.

O Gabinete de Auditoria dos Estados Unidos (GAO), informou que Washington utilizou este dinheiro para “programas subversivos feitos por instituições oficiais, para buscar a queda do Governo” de Cuba. 



Para alem desta quantia, foram usados 30 milhões de dólares para financiar as transmissões ilegais para Cuba através da Rádio e TV Martí e ainda muitos outros milhões, não revelados, para fundos orçamentais dirigidos secretamente para atividades que o Executivo norte-americano usa em segredo. 

A soma de todos esses fundos daria uma ideia dos esforços que o governo dos Estados Unidos ainda faz para sustentar uma política fracassada, a custa do contribuinte. 

O relatório do Gabinete de Auditoria, evita identificar quais são as organizações ou programas financiados, dando a entender que se trata de operações ilegais e secretas. 

São também referidos "projetos vinculados ao uso das tecnologias das comunicações, a criação de blogs e uso das redes sociais, via internet” e influenciar nos círculos não mencionados no relatório, e que se crê serem homossexuais, intelectuais e artistas. 

Pergunta-se até quando o Governo Americano vai continuar a gastar o dinheiro dos contribuinte em planos golpistas? 

Fontes: TeleSur e Boletim o Vermelho