1 de janeiro de 2013

O Pastel de Belém

Cavaco de compreensão lenta

Mensagem de Ano Novo que retrata um Presidente fantoche ao serviço de uma classe que nos explora 

Para só falar, numa das questões centrais da sua Mensagem: 
Depois de 5 anos de crise, depois de o PCP e vários economistas terem alertado para a necessidade de "Pôr Portugal a Produzir", Cavaco, que destruiu a nossa produção, que afundou as nossas Pescas, que subsidiou a destruição da Agricultura, descobre a solução para os nossos problemas: A necessidade de Pôr Portugal a Produzir  “É aí, no crescimento económico, que temos de concentrar esforços. Caso contrário, de pouco valerá o sacrifício que os portugueses estão a fazer”, disse esse traidor que não tem vergonha na cara, esse paspalho.



Em 2010 o PCP lançou a campanha: Pôr Portugal a Produzir
O PCP sempre disse (cassete) que só uma política de defesa da nossa produção, dos postos de trabalho e do emprego pode salvar Portugal. 
Cavaco descobriu isso agora, porque já toda a gente o tinha descoberto. Entretanto entregou o nosso património ao estrangeiro para servir os grandes capitalistas que levam daqui o nosso dinheiro.