22 de outubro de 2014

Os EUA e os nazis

Parece ser uma opção política. Continuam os exemplos

Hoje no Jornal Público li:
Dezenas de suspeitos de crimes relacionados com o regime nazi receberam durante décadas milhões de dólares em pensões de reforma dos Estados Unidos e alguns continuam a receber, de acordo com uma investigação da Associated Press.

Na notícia anterior, neste blogue, mostrava-se que os EUA apoiam preferencialmente os países da extrema direita, os que não respeitam os direitos humanos e os que praticam a tortura. Aliás, à semelhança da prática que esse país usa, em especial para com os estrangeiros que lhes não são fieis.

Há tempos, neste blogue, foram publicados muitos exemplos da intervenção dos norte americanos no mundo. Derrotar democracias e implantar ditaduras tem sido frequente. A morte de Allende no Chile e a colocação em seu lugar de Pinochet foi emblemático. Agora foi a intervenção na Ucrânia, para substituir o Governo legítimo por um Governo marcadamente fascista. É mais um caso a juntar a imensa lista.