6 de novembro de 2012

Orçamento e Submarinos


Que se passa com o caso das "luvas" na compra dos submarinos?

Para onde foi o dinheiro que a empresa alemã deu para subornar o Ministério da Defesa português?

Na grécia o Ministro da Defesa Tsochatzpoulos que comprou, quatro submarinos à Alemanha, não conseguiu provar a proveniencia do dinheiro com que fez uma casa luxuosa num bairro da elite de Atenas. Foi acusado de corrupção na compra dos submarinos e foi preso.

A empresa vendedora foi a Ferrostaal, alemã, a que vendeu os submarinos que Paulo Portas comprou.

Para onde foi o dinheiro das "luvas" para a compra dos submarinos

As investigações à venda de submarinos pela Ferrostaal feitas pelas autoridades alemãs, inclui Portugal na lista dos beneficiários de 62 milhões de euros pagos em comissões (luvas). 
Dois dos ex-executivos aceitaram recentemente a proposta de conciliação do tribunal e admitiram ter pago subornos à Grécia e a Portugal.




O ex-administrador da Ferrostaal Johann-Friedrich Haun e o ex-procurador Hans-Peter Muehlenbeck admitiram que, no caso português, o suborno tinha sido pago através do ex-cônsul honorário em Munique, Jürgen Adolff.

Investigações e julgamentos

Em Portugal, a investigação ao caso dos submarinos resultou em dois processos.

O primeiro, iniciado em 2006 ao crime de corrupção, participação económica em negócio e branqueamento, ainda se encontra em fase de inquérito. 
O segundo, iniciado em 2009, acusa ex-gestores alemães e portugueses de falsificação de documentos e burla qualificada e aguarda julgamento, que se previa para o passado dia 19 de Setembro.

Que se passa? Terá isto a ver com a submissão de Paulo Portas para aprovar o Orçamento com que não concordava?

A corrupção continua ! Os trabalhadores e o povo a pagar!
O dinheiro que falta a Portugal para onde vai? Evaporou-se?