12 de dezembro de 2011

Democracia e Eleições na Rússia

Em 20 anos a maioria dos russos ficaram fartos do capitalismo e desejam a reconstrução do socialismo e da URSS.

Os exemplos já neste (aqui) noticiados, comprovam a existência de numerosas fraudes nas eleições na Rússia. A Secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, numa reunião internacional declarou que as eleições na Rússia não foram livres nem justas. O chefe da diplomacia Russa Serguei Lavrov, abandonou a reunião e disse aos jornalistas que a conduta da secretaria de Estado dos EEUU revelou uma falta de respeito e uma intromissão nos assuntos internos da Rússia.
 
Putin fez declarações idênticas. Ainda que Putin seja mafioso deu também uma "pedrada nos telhados de vidro" da política norte americana. De facto os EUA deveriam olhar para os seus exemplos como os sucedidos com o “Ocupa Wall Street” que duram há meses e também têm sido reprimidos com muita violência. As autoridades russas chamaram mesmo à atenção para a falta de democracia nos EUA.
O que é certo é que uns e outros aprenderam na mesma escola. Dizem-se democratas mas apenas para defender a exploração dos multi-milionários que multiplicam as suas escandalosas fortunas à custa do povo. A mascarada das eleições cobre a imposição de uma ditadura de classe dos grandes capitalistas.
 
Indignados os russos mostram o seu repúdio ao capitalismo e ao imperialismo. Os russos mostram que, apesar dos erros cometidos, não esqueceram o socialismo como o projecto de sociedade mais justa para todo o mundo.

Passados 20 anos de destruição do projecto socialista, não só na Rússia, mas na Ucrânia, Belarus, Letônia, Moldávia, Pridnestrovie, Abkhazia e outras repúblicas e territórios da ex-URSS, os povos manifestam que anseiam viver em comum e querem a reconstrução soviética socialista, brutalmente interrompida pela traição de Gorbachev e do bêbedo Yeltsin.
 
Vários analistas que publicam dados na Internet e em periódicos independentes, defendem que se as eleições e campanha eleitoral tivessem sido justas, o Partido Comunista e os Prósoviéticos tinham ganho as eleições.
Há análises que procuram calcular as fraudes eleitorais e estimam que a esquerda, partidária da restauração da URSS, representada pelo Partido Comunista da Federação Russa y Rússia Justa tiveram a maioria dos votos.