25 de outubro de 2011

Continua a farsa sobre a Líbia

Os "profissionais" do jornalismo já não sentem vergonha por transmitir, sem comentários, evidentes mentiras

O descaramento é tal que ouvi ontem no notíciário da televisão, um jornalista dizer, sem corar nem gaguejar, o CNT sugere que o Kadafi foi morto pelos seus homens, porque "a sua morte imediata iria beneficiá-los".
A noticia, segundo o "honesto" jornalista, foi dada pelo primeiro ministro da Líbia Mahmoud Jibril, o mesmo que tinha dito que o corpo não seria autopsiado e que seria entregue â família. 
24 horas depois foi autopsiado e 48 horas depois disse que foi enterrado em local secreto no deserto. 


Esta fez-me lembrar a do Bin Laden atirado ao mar.


(Nem Sócrates ou Passos Coelho dizem e desdizem com tanta rapidez).