12 de janeiro de 2011

Um debate no facebook

Comentário do Jornal Público, provocou a indignação. 

O comentário do Público foi o seguinte:

Público - Temperatura em campanha - jornal.publico.pt


Francisco Lopes. Dedicou o dia aos trabalhadores, à margem sul e insistiu no "desmantelamento" da indústria. Um pouco de originalidade era bem-vinda.


As reacções não tardaram:


"A vergonha de Jornal da direita "O Público" começa por ter um nome falso e enganador - Deveria ser "o Privado". De público não tem nada. De comunicação "social" ainda menos. O que diz de Francisco Lopes:
"Dedicou o dia aos trabalhadores, à margem sul e insistiu no "desmantelamento" da indústria. Um pouco de originalidade era bem-vinda. ..."
"à direita custa que Francisco Lopes dedique o dia aos trabalhadores. Aos que dedicam os dias a negociar acções do BPN pagos pelo povo não lhes custa!"


"O chamado "Jornal Público" diz no seu comentário que Francisco Lopes insistiu no "desmantelamento" da indústria. Será porque não sabem escrever ou porque quiseram enganar os leitores? Francisco Lopes não insistiu. Francisco Lopes criticou o desmantelamento da nossa indústria!
Como se atreve o jornal chamado "Público" a aconselhar Francisco Lopes a ser mais original. Para dizer o mesmo que Cavaco? Não obrigado. Essa originalidade não serve os trabalhadores."

"É de facto uma "informação" do mais baixo nível. Por onde andarão os bons jornalistas?"

"Estes pseudo-jornalistas deviam ter zelo profissional. E ética. Servem-se da profissão para manipular consciências. É tudo menos relato de notícias."
"Mas o "Público" continua a ser o que sempre foi, nem para embrulhar peixe serve!"
"São maus profissionais e tudo menos boa gente."
"Por isso ninguém o compra. É sustentado pelo Grupo Sonae até ao dia que deixe de fazer falta ao Belmiro."

"O nível é tão baixo que a frase final do comentário diz tudo "Um pouco de originalidade era bem-vinda. ..." De facto a tal originalidade que o Público desejaria, não a têm nem a terão! Avança Francisco Lopes, na tua batalha de sempre: a defesa dos explorados contra os exploradores. Contra os parasitas, o Grande Capital Financeiro e especulativo."

"Na falta de uma verdadeira "Comunicação Social" temos que ser nós a levar a informação cada vez mais longe. Não fiquemos por este circulo de amigos. Alarguemos os nossos círculos de amigos, aos trabalhadores que ainda andam mal informados com a poluição da informação dominante e dominada pelos grandes grupos económicos."


"http://videos.publico.pt/Default.aspx?Id=3360b4a8-bc0e-484e-8c62-be00cb22b3c2
Como se pode ver pela a "análise" da situação política nacional, para Leonete Botelho, não existe mais vida para além de PS e PSD, não admira estas tiradas."

"Foram jornalistas destes que tem dado um contributo indispensável para o caminho que nos conduziu até....ao buraco!"

"O que eles não reparam é que também são trabalhadores que se deixam levar pela exploração que os domina. A maioria dos jornalistas está a prazo, sempre dominados pela ameaça do despedimento, ou de serem postos na prateleira quando não agradam aos chefes."

"Francisco Lopes solidário com a luta dos ferroviários" www.franciscolopes.pt

"No dia em que cerca de mil trabalhadores do grupo CP se manifestaram em frente à residência oficial do Primeiro Ministro, contra as medidas que o Governo tem em curso para o sector, Francisco Lopes enviou uma saudação onde se solidarizou com esta luta"