20 de janeiro de 2011

Francisco Lopes

Campanha eleitoral
Hoje tive um dia muito positivo. De manhã, na Feira da Malveira, com um grande grupo de camaradas e amigos, a tentar despertar muita gente revoltada e de “braços caídos”, que diz não votar em nenhum candidato. A alguns convencemo-los que não votar é ajudar a direita a manter-se no poder e a agravar a situação que tem vindo a criar, sacrificando cada vez mais quem trabalha.

À tarde, na arruada em Lisboa, com Francisco Lopes. A baixa de Lisboa encheu-se de apoiantes e activistas.
Segundo as notícias que vi, eram mais de 2.000. A mim pareceram-me mais. 
O candidato teve oportunidade, para mobilizar e apelar ao voto na candidatura no próximo domingo. Faltam apenas dois dias. 
Jerónimo de Sousa, José Barata Moura, mandatário da candidatura, Calos Carvalhas, Bernardino Soares e vários outros Deputados da Assembleia da República, dirigentes sindicais e muita outra boa gente, lá estava também a apoiar Francisco Lopes.




Estive lá. Participei! Vi muitas pessoas e amigos que não via há bastantes anos. Verifiquei com alegria que alguns, que têm andado desanimados, agora reagiram e decidiram juntar-se a nós para ajudar a travar o perigo que vem da direita! Gostei. Muita gente consciente do seu dever, nesta luta que o povo e os trabalhadores estão a travar.

Muita alegria! A alegria de todos os que estão bem com a sua consciência, por estarem com os seus camaradas, com os trabalhadores. 
Lembrei-me de Zeca Afonso – Traz outro amigo também….